Nova-Ideia-Ação – Do Indivíduo à Sociedade: Psicologia em Ação

CEDIS Working Paper iLab – Inovação Social nos domínios financeiro, tributário, da segurança social e da economia social, n.º 4 outubro 2015

Resumo e palavras chave

Autor: Maria Fátima Rodrigues

 

RESUMO
A reflexão sobre modelos de análise da inovação social, revela uma persistente ausência do indivíduo como unidade de análise para a compreensão do tema. O indivíduo é apenas implicitamente considerado como agente e beneficiário das mudanças operadas através da inovação social. Importa a diversos atores institucionais escrutinar os requisitos e condições individuais de desempenho para cada um desses papéis, permitindo promover a inovação social, mas também numa perspetiva de accountability, contribuir para aferir da eficácia e eficiência de diversas medidas de sensibilização e intervenção nesta área. De forma mais explícita, dois elementos referidos em diversos modelos remetem, embora de forma indireta para o nível de ação individual: as intenções e o empoderamento de indivíduos. Neste espaço pretendemos identificar e iniciar o processo de análise de alguns processos psicológicos individuais que nos parecem ter impacto assinalável no âmbito da inovação social. Desta forma serão apresentadas reflexões sobre: atitudes e valores, motivações, personalidade, inteligência emocional e criatividade, e aprendizagem. A necessidade de integrar numa teoria social compreensiva a análise multidimensional da inovação social, bem como a relevância da análise das teorias implícitas que as pessoas possuem acerca da criatividade e inovação (que constituem ao nível individual uma instância de elaboração psicológica), fizeram-nos refletir na vantagem de proceder à análise do conceito de inovação social no âmbito dum modelo que articula diferentes níveis de análise (individual, grupal e social): o modelo das representações sociais.

 

PALAVRAS-CHAVE: Inovação social, criatividade, atitudes e valores, motivações, personalidade, inteligência emocional, aprendizagem

Abstract and keywords

NEW-IDEA-ACTION – FROM INDIVIDUAL TO SOCIETY: PSYCHOLOGY IN ACTION

 

Author: Maria Fátima Rodrigues

 

ABSTRACT
Reflection on analytical models of social innovation reveals a continued absence of the individual as unit of analysis for understanding the subject. The individual is only implicitly considered as an agent and beneficiary of the changes derived from social innovation initiatives. It is relevant to several institutional actors scrutinize the requirements and individual performance conditions for each of these roles, in order to promote social innovation, but also to assess the effectiveness and efficiency of various sensitization and intervention initiatives in this area. More explicitly, two elements set out by various models, refer, albeit indirectly to individual action level: intentions and empowerment of individuals. In this paper we intend to identify and initiate the process of analysing some individual psychological processes which seem to have major implications to social innovation. Thus considerations will be presented on: attitudes and values, motivations, personality, emotional intelligence and creativity, and learning. The need to integrate in a comprehensive social theory, the multidimensional analysis of social innovation, as well as the relevance of analysing the implicit theories that people have about creativity and innovation (which at the individual level constitute an instance of psychological elaboration) made us reflect on the advantage of examining the concept of social innovation in the context of a model that articulates different levels of analysis (individual, group and social): the model of social representations.

KEYWORDS: Social innovation, creativity, attitudes and values, motivations, personality, emotional intelligence, learning, social representations.

Ver Publicação

WP2 - iLab